sexta-feira, agosto 20, 2010

Beira do abismo


O medo é a única coisa que impede-nos de fazer o que queremos ou de não fazer o que não queremos. É o medo que nos diz como temos que nos comportar, e nada melhor para espantar o medo do que perder o medo de falar tudo. Tudo o que te amola, tudo o que te perturba, tudo o que está dentro de você e quer sair, mas você tem medo de colocá-los para fora. Nada pode ser muito restrito a só uma pessoa, às vezes, quando mais pessoas sabem o que uma pessoa sente, mais essas pessoas irão se entender, se relacionar e mutuamente se ajudar, pois assim caminha a humanidade!
Às vezes penso que a única forma de dissolver o medo é não senti-lo. Isso torna-se um paradoxo inimaginável (com medo do pleonasmo que acabei de usar) quando se está apaixonado.
Nessa situação, um abraço torna-se confortador, aquecedor e até ajuda a dissipar um pouco o medo, mas intimamente o medo só faz crescer e te domina.
E há apenas duas coisas a fazer:

  • Desistir

  • Mergulhar com roupa e tudo


.
.
.
mas o medo impede-lhe de fazer ambas.

Um comentário:

  1. "Mergulhar com roupa e tudo
    no infinito que é a vida!!!!!!!" =)

    ResponderExcluir

Comente você também!