terça-feira, julho 27, 2010

Open your eyes...

Ultimamente tenho encucado com esta música, do Snow Patrol. Encantei-me realmente. Resolvi analisar a letra. É impressionante que poucas como essa banda escrevem tão bem, tão sucintamente e ao mesmo tempo, tão cheia de sentido.
Começando pelo título, é um convite para a percepção. Sair da cegueira para a plena visão. Sair da escuridão para a claridade. Da tristeza para a esperança.
Em uma superficial análise pelo todo da letra, há um certo desespero do eu-lírico, pois o tempo passa-se rápido, e ele quer que seu interlocutor, provavelmente uma mulher, acredite nas palavras dele, antes que seja tarde demais. Pede-a para abrir os olhos, ou seja, ver a verdade naquilo que ele está dizendo, para que assim, possam viver juntos. De algum modo, as mentiras que as pessoas contam podem estar separando os dois, por isso há tanta raiva e dor no eu-lírico.
Tudo parece estranho e irreal, pois mentes maliciosas a infectam com outras visões, visões que não condizem com o que acontece. Ele apenas quer ficar ao lado dela, quer que as feridas da indiferença com relação a ele se fechem e que possam sair daquela mentira de mãos dadas, para fazer aquilo que tanto queriam, mas eram impedidos.
Só ele entende o que ela sente, sua confusão e sua indecisão. Só ele entende também o seu potencial, sua vividez, e mais ainda, seu amor por ele. Sim, eles se amam mutuamente, mas ela está confusa, por causa do que dizem sobre ele. Ele só quer lhe contar a verdade, quer que ela olhe-o nos olhos e veja o que realmente sente por ela, que o que as pessoas falam não importam e que é melhor ela se afastar desses falsos amigos, antes que eles a voltem inteiramente contra ele.
Afinal, ele não quer perder um só momento com ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente você também!